Felicidade para o ano novo

texto ano novo

O inicio do ano desperta o interesse e o desejo para algo diferente e melhor. É importante refletir sobre suas conquistas e fracassos do ano anterior e identificar os possíveis  erros e dispersões  para que suas metas sejam alcançadas este ano.

      Antes de definir  os seus objetivos reflita sobre os seguintes aspectos:

– Realmente o que é importante hoje  para sua  vida?

– Porque é  importante e o quanto você deu  importância para isso  nos últimos meses?

– O que você precisa resgatar este ano que foi esquecido no ano anterior?

–  No que é preciso estar alerta?

– O que precisa ser deixado para trás do ano anterior?

PRESTE ATENÇÃO:

Mova as suas ações para algo que realmente faça um sentido para você.

Confie na sua intuição e use sua mente a seu favor.  Integre suas emoções e as direcione para suas realizações.

Permita ser merecedor dos seus sonhos.

Esteja disposto e disponível para novos aprendizados  e desafios.

Administre o seu tempo e mantenha bons hábitos para garantir que a sua saúde permaneça  em equilíbrio.

Evite confusões, intrigas e brigas. Procure está em paz com as pessoas a sua volta e nos relacionamentos e parcerias.

Direcione sua energia para algo bom, pense positivo ,  seja positivo e aja positivo . Assim  o seu ano vai ser repleto de harmonia e bem estar.

Não alimente os imprevistos negativos  e reverta-os para um sentido favorável.

Feliz ano!

Artigo: Terapeuta Elaine Lilli
elaine@institutouniao.com.br
Gostou?
Compartilhe
envie seu email (inbox) e recebe mais artigos sobre autoconhecimento e relacionamentos

 

Tomado pela rejeição. E agora?

Tomado pela rejeição. E agora?

Se você refletir por alguns minutos sobre a sua história de vida, vai se deparar com situações em que foi rejeitado (a), e pode ser que naquele momento você nem se deu conta do que estava acontecendo.
Como podemos identificar a rejeição?

Momentos da sua vida em que o movimento de interação, integração, fusão e aceitação cessou, ou nem mesmo chegou a acontecer.
Depende de onde você está indo, qual o seu interesse, necessidade, vontade e simplesmente escolha. O consentimento de que aquilo que está por vir, ou está ali diante de você é necessário, faz com que você gere a expectativa de um retorno positivo, porém, quando essa resposta não acontece pode provocar sintomas da rejeição. A rejeição não acontece sozinha, pois ela é seguida de expectativa.

Quando você é afetado pelo estado de rejeição sem reconhecer fica mais difícil transcender o sofrimento. O sofrimento a longo prazo pode gerar uma desilusão social, recolhimento excessivo, dificuldade para se relacionar, falta de motivação, tristeza e angústia, que podem evoluir para uma depressão ou doenças psicossomáticas.
O estado de rejeição é algo que afeta a mente através dos pensamentos e os sentimentos através das emoções e, um integrado ao outro leva às seguintes consequências:

– estado de desvalorização e abandono;
– sentimentos e sensação de inadequação;
– perda da referência emocional e confusão mental;
– vontade de desaparecer, ansiedade, irritabilidade e tristeza;
– (em alguns casos) náuseas, dores de cabeça e tontura;
O gatilho de mudança para um estado tranquilo e otimista é reconhecer a falta de compatibilidade entre as partes e não necessariamente auto desvalorização.

Reafirme o seu valor, intenção e vontade; questione como você direciona o alvo. Você não escolhe e nem é escolhido: ambas as partes se atraem e o vínculo, projeto, amizade, amor e parcerias acontecem.

Para que isso aconteça naturalmente é importante definir exatamente quem você é, aquilo que sabe, se pode e onde quer chegar e então saber expressar através de uma comunicação eficiente.
Muitos desencontros acontecem pela falta de comunicação, que também é seguida por desentendimentos.

Quando sua percepção é realista, você sabe quando avançar e quando deve recuar. Agora se você estiver imerso em ilusão, descontrolado por desejos e necessidades emocionais, ou carente de algo urgente, é comum abrir uma brecha para situações onde você vai ser rejeitado.

O espaço para o sofrimento começa em você. O mal pode ser temporário basta você ressignificar os acontecimentos e redirecionar a sua energia.

O indivíduo tomado pelo estado de rejeição fica mais vulnerável, sujeito a comportamentos de autodestruição, como consumo excessivo de álcool, tabaco, drogas ilícitas, exposição a situações de riscos diversos. Portanto, reflita se hoje você apresenta alguns desses comportamentos e como é seu histórico de momentos de rejeição.
Quando a rejeição acontece no período de infância a longo prazo é importante a pessoa realizar algum tipo de trabalho terapêutico para limpar os registros e ressignificar algumas situações. Quando isso acontece é possível resgatar a autoestima, que é fundamental para o êxito nos projetos e relacionamentos.

Como terapeuta, eu indico a terapia de regressão de memória para liberação dos traumas e bloqueios provocados pela rejeição.
Você é um Ser único, e por isso é especial, incomparável e exclusivo; sua beleza é autêntica e natural e quando se permite, é possível revelar um potencial nato.
Seja, compareça e esteja!

Artigo: Terapeuta Elaine Lilli
www.institutouniao.com.br
elaine@institutouniao.com.br

Gostou?
Compartilhe
envie seu email (inbox) e recebe mais artigos sobre autoconhecimento e relacionamentos.

O medo que nos move para o mais seguro nem sempre é o caminho da realização

O medo que nos move para o mais seguro nem sempre é o caminho da realização.

O medo é uma resposta emocional que pode definir as escolhas e o direcionamento da vida. O quanto você está liberto dessa emoção corresponde ao quanto você é um indivíduo realizado e capaz de construir sua própria felicidade.
A maioria dos medos são inconscientes. Admitir o seu próprio medo pode, para algumas pessoas, gerar novos medos.
Ansiedade sem causa definida, agitação, inquietação, comportamento desconfiado, sensação de que algo ruim pode acontecer, sentimento de estar ameaçado são sinais de que você está tomado pelo medo.
Pessoas que apresentam tendência de sentir medo com frequência geralmente têm dificuldades em lidar e aceitar os acontecimentos da vida, principalmente quando a segurança material e social é uma referência para a segurança e estabilidade das suas próprias emoções. Quando a referência está abalada a estrutura psicológica se desequilibra na mesma proporção, ou até em maior proporção.
O “seguro” é algo previsível, estático, inabalável e nos dá a convicção daquilo que temos controle e do que controlamos. Mas as experiências da vida nos mostram a dualidade: controle, descontrole, aceitação, desapego ou envolvimento e transformação.
A mente precisa ser capaz de detectar a hora certa e o limite para resistir algumas situações, assim como desapegar-se e seguir em frente para outra direção.

Com o passar do tempo, através das experiências da vida e a partir do amadurecimento emocional as necessidades pessoais também podem mudar. Portanto, assim como você muda, seu entorno também está em constante modificação. Ter sensibilidade para perceber e aceitar essas transições faz com que o processo evolutivo se torne leve.
Escolher pela felicidade é se permitir evoluir e aprimorar a arte do viver. Viver é seguir o fluxo da transformação sem amarras desnecessárias que tanto causam sofrimentos.

Por que não seguir em frente?
Quando existe dificuldade em seguir adiante pode ser que você esteja tomado pelo medo do futuro desconhecido, pois, muitas vezes esse medo impulsiona pensamentos pessimistas e o desencoraja, minando a força de vontade e o faz fracassar, mesmo antes de tentar.
Ser humilde e assumir a auto fragilidade e a incompetência temporária para lidar com alguns obstáculos e desafios é a chave que o conduzirá para as realizações.
A realização é uma conquista que repercute em um estado que chamamos de felicidade, é natural se sentir feliz ao obter sucesso nas realizações.
“O medo conduz o individuo ao aprisionamento para situações seguras”.

10 dicas para eliminar o medo e sair da dependência psicológica:

• Seja realista.
• Aceite o AGORA e elimine projeções fantasiosas ;
• Faça planejamento para os seus sonhos;
• Analise os recursos atuais ;
• Confie e conduza suas ações para algo que você realmente goste e acredita;
• Esteja disposto a transformar crenças limitantes;
• Disponibilize-se para novos aprendizados ;
• Desapegue do controle sobre as outras pessoas;
• Modifique hábitos que o conduzam a uma postura omissa, pessimista e letárgica;
• Transcenda o medo da morte e tome propriedade da sua vida;

Artigo: Terapeuta Elaine Lilli
elaine@institutouniao.com.br
Gostou?
Compartilhe
envie seu email (inbox) e recebe mais artigos sobre autoconhecimento e relacionamentos

Porque os casais acabam se separando …

 

A vida a dois é uma escolha. Pressupomos que quando duas pessoas escolhem viver juntas é porque encontraram a companhia necessária, adequada, querida e amada. Entretanto, a união de duas rotinas diferentes, com costumes e hábitos diferentes requer alguns ajustes.
O que vou abordar não são os ajustes, até porque quem já morou ou mora com alguém provavelmente já resolveu algumas situações em relação a isso. Vou abordar algo bem subliminar nos relacionamentos: a distância à separação.
A separação começa na escolha que separa e exclui o outro. Se você tem uma jornada profissional de 12 horas quer dizer que você vai ficar 12 horas sem o seu parceiro. Se aos finais de semana você vai praticar um esporte, visitar os familiares, estudar ou viajar a trabalho, pode ser que você nem veja o seu parceiro.
Na escolha dos compromissos o companheiro precisa estar lá. É importante para o casal conviver em sociedade juntos, desde que a proposta seja interessante para ambos.
Para a convivência dar certo o que eles fazem juntos precisa dar certo. Dar certo significa que ambos estão felizes e motivados, vivendo uma experiência que desperte novas ideias, pensamentos e crie uma projeção futura de novos desafios, afastando a inércia e a mesmice de uma relação estagnada e acomodada.
O relacionamento é apático quando as pessoas estão apáticas. Existe alguém aí do outro lado que tem uma série de qualidades, então, saiba usá-las a favor da sua relação.
Feche os olhos e imagine através da sua mente todas as suas principais características de temperamento; visualize aquilo que você gosta e tem facilidades e afinidades; agora visualize o seu parceiro e faça o mesmo com ele. Coloque-se de frente ao seu parceiro na sua imaginação e imagine você se observando frente a frente com ele ou ela, conforme você observa a cena, as duas pessoas se fundem em uma só pessoa. Faça a mesma coisa desta fusão em relação às características psicológicas, gostos, afinidades, facilidades e principalmente o que é interessante para essa pessoa.
A princípio parece fácil, mas a autoanálise requer sensibilidade e concentração, pois analisar o outro e imaginar uma fusão de características requer raport com o outro e percepção. Se você não for íntimo com as suas necessidades, não vai conseguir ser íntimo nas necessidades do outro. Se não for íntimo com as necessidades do outro a possibilidade de viver integrado é nula.
Em mais de 15 anos como terapeuta acompanhei várias histórias de casais e, o que percebo é que lá no fundo eles têm medo de ficar muito tempo juntos, porque o tempo traz à tona os desconfortos e as dificuldades, que são sinais de alerta indicando que a mudança, o novo precisa acontecer. Se você está em uma experiência a dois a transformação é a dois.
Os adultos às vezes são como uma criança mal humorada: basta um convite interessante, com um pouco de jeito e paciência que logo em seguida é revelado um ser cheio de vida e criatividade.
Não espere a iniciativa do parceiro! Faça a visualização e veja o que seria bom para ambos, convide o seu parceiro (ou parceira) para uma atividade. Existem muitas opções: vocês podem iniciar um projeto profissional juntos, ou um curso, um esporte, uma modalidade de dança, viagem, um projeto social, uma caminhada aos finais de semana, enfim, algo que seja um compromisso essencial sem ter o ar de obrigação desagradável. É um compromisso com o bem estar do casal.
Atitudes saudáveis colocam a rotina em movimento. Você precisa acreditar na pessoa que escolheu para estar junto e fazer com que ela se sinta importante para você. Os ajustes de comunicação são o fator chave , respeitar o espaço do outro também é importante. Se a sua comunicação for direta e clara é muito provável que dê certo e se essa comunicação for feita no momento adequado melhor ainda.
Quando o outro desiste de estar com você à relação acaba, porque desistir é como distanciar. Não espere que isso aconteça: faça, realize! E quando você resolve fazer sozinha(o) a relação também acaba, porque você começa a construir uma história sem o outro, e com isso outras pessoas começam a ganhar espaço na sua vida.
Traga consciência para a relação e perceba o tamanho da distância entre os dois pontos. A separação é a distância, onde você não olha mais para aquele que fez um dia o seu coração bater mais rápido; não sente a falta da presença e não há mais as projeções de sonhos futuros, nem a inclusão nas experiências evolutivas.
“Você não perde aquele que um dia não quis se perder. Aquele que quer se perder quer algo que esta além do que está aqui, então nem ele e nem você o encontrou”.

Artigo: Terapeuta Elaine Lilli
elaine@institutouniao.com.br
Gostou?
Compartilhe
envie seu email (inbox) e recebe mais artigos sobre autoconhecimento e relacionamentos

O poder da presença nos relacionamentos

O poder da presença nos relacionamentos

O relacionamento é a possibilidade do encontro entre dois seres ou mais seres. Esse encontro é um momento de entendimento, comunicação e troca.

Estar na companhia de alguém nem sempre é estar se relacionando. O ponto principal é a sintonia entre as partes. Você se coloca à disposição e o outro também. A partir desta disposição pode surgir a sintonia através do interesse pelo outro ou à disposição para relacionar-se.

Quando você se relaciona através do interesse, o que está em evidência é o quanto essa relação é proveitosa e corresponde às suas expectativas internas, neste caso pode haver desinteresse e frustração na relação quando as expectativas não são atendidas.

Colocar-se à disposição para se relacionar amplia as possibilidades na comunicação, troca e entendimentos. O foco passa a ser a disposição e não o interesse.

Independente da sua escolha o estado de PRESENÇA é fundamental para a qualidade do relacionamento.

Quantas vezes você compareceu na relação e o outro não estava presente? Popularmente ouvimos as pessoas dizerem: “você está longe…” Termina o encontro e você percebe que o outro não estava presente, ou o contrário, pode ser você o sujeito ausente da relação.

O estado de presença é quando os sentidos, a mente e as emoções colocam-se à disposição no AGORA.

A presença gera um campo de transformação, compreensão e concentração. Quando você está presente, o passado é deixado para trás e o futuro não é importante, o AGORA é o momento onde tudo pode acontecer, mudar e transcender até mesmo dificuldades passadas e ansiedades futuras.

As pessoas que tem uma presença presente são mais acessíveis, empáticas, enérgicas e transmitem confiança e credibilidade. Dificilmente você vai depositar confiança em alguém que apresenta quadros de distração, ausência e apatia. Além de você se sentir desvalorizado e desrespeitado quando só você está presente.

Hábitos saudáveis, práticas corporais, exercícios de concentração e meditação ajudam na presença. Problemas psicológicos, relações mal resolvidas, falta de posicionamento na vida e problemas de saúde, vícios e compulsões desestabilizam o estado de presença.

Sem presença a comunicação é dispersa e superficial. Uma comunicação dispersa aumenta desnecessariamente as chances de desentendimentos, brigas, confusões e prejuízos infinitos.

A manutenção do equilíbrio e a percepção do bem estar pessoal são fatores importantes para a saúde e permanência dos relacionamentos e o aumento do poder presencial.

Reflita sobre o seu estado de presença nos relacionamentos. “Quando você ESTÁ existe a chance do outro também ESTAR. Como o outro vai chegar se ele não o encontra?. AGORA você realmente está para quem e para o quê?

Artigo Elaine Lilli

 

Gostou? compartilhe

quer receber mais artigos envie o seu email

elaine@institutouniao.com.br

 

 

 

 

O equilíbrio para todos os dias

 

 

A mente pode e deve transformar – se para melhor. Pode livrar-se das impurezas que a contaminam e elevar-se ao nível mais elevado.  A partir dessa dinâmica  um pensamento passar ser continuidade do outro  repercutindo em  ações e intenções construtivas.

Todos  começamos com as mesmas aptidões, mas algumas pessoas as desenvolvem, outras não. Nós nos acostumamos com facilidade à preguiça da mente, que imobiliza o caminho do aprendizado, crescimento, cooperação e  prosperidade.

       Se todos os dias nos analisarmos com cuidado e atenção, verificando nossos pensamentos, nossas motivações e suas manifestações no comportamento exterior abrirão em nosso íntimo uma boa possibilidade de fazer mudanças e efetuar o aprimoramento pessoal. Entretanto essas mudanças dependem da mudança nos pensamentos e isso pode levar algum tempo, talvez você precise de um mês ou dois, mais no terceiro mês se a mente manter-se focada no estado pleno de atenção e tranqüilidade  isso  a ser equilíbrio no cotidiano.

As impurezas da mente geralmente estão contaminadas por medos inconscientes e apegos inúteis, o caminho da aceitação e da sabedoria que transcende o controle e os desejos pode ser a chave para a evolução.

       É necessário evoluir para que não aja mais sofrimento, ou você evolui ou continua a sofrer. Você pode  escolher a meditação, a Yoga, o Thai Chi ou qualquer caminho que integre sua mente e as emoções e ao mesmo tempo equilibre o sistema nervoso que está constantemente sob o estresse da condição humana.

       Você é responsável pelo efeito e impressões geradas em vida.

 

                                               Elaine Lilli

                                             elaine@institutouniao.com.br

 

Seriado Surtadas na Yoga

 

Seriado : Surtadas na Yoga

Prof. de Yoga - Elaine Lilli (Seriado Surtadas na Yoga)

    Estreia no dia 08 de Maio  de 2013 às quarta-feiras 23 horas a série:  Surtadas na Yoga, no Canal 41 GNT. Trata-se de um seriado composto de 13 capitulos, uma comédia que mostra a história de 3 amigas que procuram praticar yoga para não surtar diante dos desencontros do dia-a-dia, conta com a participação das atrizes Fernanda Young , Flavia Garrafa e Ana Sophia.

  A professora de Yoga  Elaine Lilli do Instituto União , participou como staff, apoiando aos atores na execução dos ásanas aperfeiçoando as posturas para que tudo fosse perfeito durante a gravação das cenas.

Descreve Elaine: …”minha participação foi unicamente demonstrar as  posturas (ásanas) e alguns pranayamas (exercícios respiratórios), em muitos momentos permaneci em meditação.  Não fui uma personagem, apenas uma Yoguini .  Para muitas pessoas algumas pratica de Yoga pode parecer engraçado ou até esquisito, porém quando praticada com frequencia traz inumeros benefícios”.

 

Prof.Yoga Elaine Lilli (Surtadas na Yoga)

 

Completa Elaine : a TV ainda é um dos veículos mais significativos para a comunicação . A Yoga ser abordada em um programa é muito legal, entretanto a referência não pode ser nos programas de TV , recomendo aos curiosos e interessados a visitarem uma boa escola, antes de qualquer  conclusão”.

Yoga - Elaine Lillli em gravações (Surtadas na Yoga)

www.institutouniao.com.br

Pratique Yoga !!!

 

 

 

 

 

Dança Indiana Na Semana da Mulher – Palacio dos Bandeirantes

A apresentação de dança indiana no estilo Odissi  realizida (março 2013) pela bailaria Elaine Lilli , aconteceu na creche do Palacio dos Bandeirantes . Crianças de 1 a 6   permaneceram atentas aos gestos e passos do Odissi, encantadas com a grandiosidade da Dança arriscaram alguns Mudras (gestos com as mãos) .

 

Semana da Mulher – Yoga no Palacio do Governo – Estado de São Paulo

 Semana de atividades para as mulheres no Palacio do Governo 11.03.2013 –

Aula de Yoga com a Professora Elaine Lilli (Instituto União) garantiu descontração , momentos de desafio e relaxamento em grupo.  

Na semana da mulher , mulheres de todas as idades se reuniram para uma pratica de Yoga. Mesmo sem ter feito aulas anteriores, a pratica foi elogiada por todas…

Homenagem a todas as mulheres !!!!